sábado, 27 de fevereiro de 2010

Mardi Gras 2010

O Festival Mardi Gras de Sydney é o maior festival do mundo de gays e lésbicas, que visa, essencialmente, chamar a atenção para a questão da homossexualidade. Entre os mais de 100 eventos que têm lugar durante 2 semanas em Sydney, o mais famoso e que junta mais espectadores é sem dúvida o Mardi Gras Parade, que aconteceu este sábado! Nós estivemos lá!
A título de curiosidade fiquem a saber que a chave do sucesso deste festival foi provavelmente a oposição ao mesmo durante o seu primeiro ano de existência. A primeira marcha teve lugar em 1978 e ficou marcada pela intervenção violenta da polícia. Esta parada teve apenas a participação de 2000 pessoas e terminou com a detenção de 53. Durante os meses que se seguiram os protestos foram muitos e em 1979 o Parlamento de New South Wales revogou a legislação que permitia detenções em resultado de manifestações públicas, tendo aprovado uma nova lei que determinava que todos aqueles que quisessem manifestarem-se teriam apenas que obter uma licença para o efeito. Assim, o primeiro festival Mardi Gras foi, na verdade, um importante passo na efectivação dos direitos civis da comunidade gay.
A verdade é que durante os anos 90 este evento tomou dimensões completamente inesperadas, não só no que respeita ao número de espectadores, mas também no que toca à dimensão do seu staff, contando já com uma empresa de organização das viagens e eventos. Actualmente este festival e, em particular, a Mardi Gras Parade é um verdadeiro evento internacional, com uma intensa cobertura por parte dos medias, atraindo pessoas de diversos países, tendo mais de 10.000 participantes e gerando receitas para a economia de New South Wales na ordem dos 38 milhões de dólares!!! Por causa disto, várias entidades públicas e privadas não só apoiam o evento, como têm efectivamente uma participação activa no mesmo: durante a parada há carros alegóricos de algumas maiores empresas australianas - tipo bancos - polícias e bombeiros com os respectivos carros, os nadadores salvadores das praias, entre outros. Claro que nós não podíamos perder este grande evento e lá nos juntámos aos milhares de outros espectadores para ver as centenas de carros alegóricos, cheios de luzes, cores e música que iam passando por nós!!! As fotografias falam por si!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A última semana...!

Agora que as aulas já começaram é bem mais difícil ir mantendo o blog actualizado, mas veremos o que se consegue arranjar…!

Esta semana foi a 0-week na universidade. Durante estes dias havia várias banquinhas montadas e espalhadas pelo campus a publicitar os vários clubes e sociedades que existem na universidade – desde o law society, ao chess society, bushwalking club, bike club, lego club, etc. Estes clubes e sociedades nas universidades tem muita tradição nos países anglo-saxónicos e a competição entre eles é enorme! Uma das formas que usam para cativarem interessados passa pela oferta de tudo um pouco desde, desde coca-colas, pastilhas, frisbies, revistas, à organização de eventos e workshops… O programa da 0-week incluía também concertos e festas a toda a hora! O Pedro e a Mariana aproveitaram a animação para vir conhecer a Universidade de Sydney! Nestes primeiros dias de aulas já deu para fazer alguns “amigos” e de nacionalidades variadas: uma chinesa, uma grega, uma francesa, uma brasileira, um escocês e um alemão!

Numa destas noites fomos a um mercado muito animado que há uma vez por semana, durante o Verão! O mercado fica ali para a zona da Opera House, no the Rocks (que é um dos bairros mais “antigos” de Sydney!). O mercado chama-se “The Rocks by Moonlight” e tem vários concertos para promoção de bandas novas (algumas muito boas), banquinhas com comidas de vários países – desde Grécia, Japão à Etiópia (!) – e artesanato para todos os gostos!

Tivemos também um jantar “multicultural” em casa dos Vozones e um jantar cá em casa com a prima da Verinha e o marido que adorámos conhecer!

Ah, mais importante do que tudo… Já temos o nosso novo meio de transporte para nos deslocarmos pela cidade…! Ehehehe! O que é que vos parece?

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

New board! Get out there!

Pois é meus amigos, nós aos poucos lá vamos assentando e recuperando algumas das pequenas coisas que deixámos para trás. Depois de alguma investigação e com a ajuda do Xikilin fiquei a conhecer o Maurício Gil, um shaper Brasileiro que já trabalhou em exclusivo para as Aloha Surfboards e que já fez pranchas para alguns hot shots que se passeiam no CT, sendo eu o expoente máximo da sua brilhante carreira, claro!

Depois duns 4 meses sem surfar e duma dura semana a ver a prancha a curar no “vosso” quarto, na sexta-feira dia 19 regressei ao surf mas, com algumas diferenças: água a 23 ºC, fato-de-banho, alta prancha (parece que surfa sozinha) e altas ondas em Bondi mas, deste dia, não há registo. Ah, é verdade! Diz que há tubarões e, embora tenha a felicidade de nunca ter visto nenhum, quando estou dentro de água, estou a pensar neles. Graças a estes amiguinhos, passou a ser óptimo haver muita gente dentro de água.

No dia seguinte, e como também temos de comer, arrancamos para um “barbi” (barbecue por cá) na zona Norte de Sydney. Adivinhem em casa de quem… Isso mesmo, do Maurício! A caminho de lá e para aproveitar a ida para aquelas bandas fomos de manhã para Curl Curl, uma praia muito gira e com óptimas ondas, se a maré for a certa. Obviamente não era esse o caso.

Embora, de autocarro, a ida até lá seja uma granda seca, já deu para ver que vale mesmo a pena e ainda poupámos os $10 do bilhete porque o motorista, que ia viajar 9 semanas pela Europa, gostou das dicas que lhe dei.

Já em casa do Maurício, e depois de passarmos por mais um dos incríveis parques que há por cá, entre outros, ficámos a conhecer o Greg Clough, fundador das Aloha Surfboards. Quanto ao barbi, irrepreensível! Boa companhia, boa comida, bom vinho e cerveja bem gelada, ou seja, um belo culminar de um dia muito bem passado.

Finalmente, o famoso Maurício!